O que as grandes marcas têm em comum?

O que as grandes marcas têm em comum?

Vocês, empreendedores, já pararam para fazer essa pergunta?

Uma boa parcela das grandes empresas não teve um início com investimentos altos e mesmo assim prosperaram.

Em 2012 foi publicado um artigo na revista Forbes que enumerou as maneiras como as empresas enfrentam a concorrência e citou 7 principais características que as grandes empresas têm em comum.

1. Conheça seu público

Se você ainda não fez uma pesquisa com seu púlbico, faça. Não vale falar homens e mulheres de 12 a 65 anos e de todas classes sociais.

As marcas de sucesso sabem exatamente qual é seu público-alvo e não tentam acertar todos, pois sabem que para isso o custo é alto e que é impossível agradar a gregos e troianos. Conhecer seu público permite que o marketing seja segmentado e que tenha precisão.

2. Promessa clara

Você precisa fazer uma promessa e essa promessa precisa ser clara. Atenção:

NUNCA FAÇA UMA PROMESSA EM VÃO.

As promessas, que muitas vezes vêm como assinatura da empresa, representam sua reputação.

Então se você diz que sua loja possui os melhores preços em um determinado seguimento na sua cidade, faça sempre um levantamento de preços e mantenha sua palavra.

3 . Tenha um diferencial

Para sair na frente da concorrência é preciso ser único, e não precisa ter uma ideia genial para isso.

É imprescindível não ficar para trás no quesito inovação e melhoria da qualidade de seu serviço. Por exemplo: se você tem uma empresa de delivery, estude como aumentar a velocidade da execução do serviço, seria uma boa solução  para sair na frente de seus concorrentes. Na cabeça dos grandes empresários, não existe a palavra acomodar. Sempre haverá uma forma de melhorar e inovar.

4. Consistência

As grandes marcas são consistentes. As consequências por não ter uma consistência podem ser irreparáveis. Imagina se o McDonald’s parasse de vender fast food e começasse a comercializar apenas comidas saudáveis. Os consumidores antigos iriam ficar confusos e parariam de consumir, e os consumidores de comidas saudáveis nunca iriam confiar na qualidade desse produto.

5. Storytelling

Sim, todo mundo ama uma boa história. E é por isso que pessoas consomem todos os dias filmes, séries, livros, jogos, etc. Uma boa história tem o poder de atrair pessoas para sua empresa, porque elas também querem fazer parte de sua história. Além disso, sabendo quem é seu público, você pode contar uma história que as pessoas se identifiquem, trazendo ainda mais audiência para o seu negócio.

6. Engajamento

Hoje em dia é mais difícil de convencer alguém a comprar algo quando a relação que as pessoas possuem com a marca é uma relação de meros clientes. O engajamento gera confiança, credibilidade e familiaridade. As pessoas estão mais propensas a comprar de marcas que sabem como envolvê-las. Não basta enviar propagandas com preços e descontos. Os consumidores querem ser ouvidos, e a melhor maneira de fazer isso é por meio das redes sociais. Preste atenção aos comentários e opiniões, use uma comunicação clara e lembre-se de adaptar a linguagem utilizada pelo seu público.

Um bom exemplo de como uma grande marca pode interagir com seu público é a Netflix, que sabe como responder educadamente e usar do humor a seu favor.

Tuíte do Peril da Netflix

7. Autenticidade

Ser autentico não é uma tarefa fácil, pois a autenticidade engloba realizar todos os itens citados anteriormente com eficiência. A autenticidade deve ser profunda, deve ser mais do que um logo impressionante, mais do que um slogan impactante. Ela deve estar presente em cada e-mail, post ou produto e fará com que os clientes sejam atraídos e queiram fazer parte do que sua empresa representa.
Quem nunca quis fazer parte de um projeto da Google que atire a primeira pedra.

Deixe uma resposta